(do poema, Inocência)
Sob a estrela luminosa
sol ou lua
a vida corre e tropeça
como criança
sorridente e nua
(...) vestindo a inocência
percebe os detalhes
que à maioria dos já vividos
escapam ao primeiro encontro.

Sem comentários:

Enviar um comentário