contornando as visões etéreas
e desalinhadas do tempo
dos braços da árvore rasgada
ao colo da maresia






Sem comentários:

Enviar um comentário